Provença – visitar os melhores campos de lavanda com crianças

Visitar Provença e os seus campos de lavanda de com as nossas crianças é uma das nossas tradições familiares favoritas.

Sei bem que visitar os campos de lavanda da Provença é um sonho para muitas pessoas. Uma vez que vivemos em Paris temos a sorte enorme em podermos simplesmente pegar no nosso carro e rumar a sul.

Depois de várias viagens a Provença com os nossos piquenitos, acho honestamente que descobrir os campos de lavanda com as crianças acrescenta uma camada extra de magia a esta experiência.

Neste artigo, vou levar-vos numa viagem em família pelos campos de lavanda da Provença. Prometo deixar aqui todas as dicas e segredos para aproveitarem ao máximo a vossa viagem com os vossos miúdos.

Preparem-se para criar memórias inesquecíveis num dos sítios mais bonitos do mundo.

Deixo-vos o link para o mapa gratuito com a localização precisa dos 10 melhores campos de lavanda da Provença no final deste guia!

Um pouco da história da lavanda

Nativa de outras partes do Mediterrâneo, do Médio Oriente e da Índia, acredita-se que a lavanda tenha chegado a França por volta de 600 AC. No início era principalmente uma flor silvestre usada ocasionalmente como planta medicinal.

Foram os romanos que começaram a cultivar a lavanda para perfumar os banhos e as roupas. E é aparentemente aqui que aparece o nome “Lavanda”, proveniente da palavra latina “lavare” que significa “lavar”.

Mais tarde, Na Idade Média, a lavanda começou a ser cultivada de forma extensiva na Provença, pelas suas virtudes olfativas e medicinais. Mas foi no século XIX que se desenvolveu o cultivo desta flor. As perfumarias de Grasse desempenham então um papel fundamental ao utilizar o óleo essencial de lavanda fina para criar os seus elixires e perfumes.

Hoje existem cerca de 1.600 produtores de lavanda na Provença. Mas cultivar lavanda não é tarefa fácil.

A lavanda é na verdade bastante difícil de cultivar.

A lavanda fina (ou verdadeira) é a mais nobre das flores e só cresce entre os 600 metros e os 1.600 metros acima do nível do mar, nas encostas soalheiras das montanhas da Alta Provença. O seu óleo essencial, o mais refinado, obteve o AOC “óleo essencial de lavanda da Alta Provença”.

Mas este tipo de lavanda está cada vez mais a ser suplantada pelo “lanvandin”, um híbrido entre a lavanda verdadeira e a lavanda aspic. O lanvandin é uma planta mais robusta e com maior rendimento de óleo essencial, mas de menor qualidade olfativa. Este é o tipo de lavanda que vão ver durante a vossa visita aos campos de lavanda!

♠ Dica:

Onde se encontram localizados os campos de lavanda na Provença?

É importante perceber que a região a que chamamos “Provença” é um território muito vasto com uma área total de 31.400 km2. Este território abrange 7 sectores diferentes: Hautes Alpes, Alpes de Haute Provence, Alpes Maritimes, Var, Bouches du Rhône, Vaucluse et la Drôme Provençale.

Mas a lavanda de distribuí de forma igual por todo o território de Provença. Aqueles campos lindos que aparecem nas fotografias localizam-se principalmente na zona central desta região, numa zona com a forma aproximada de um triângulo formado por estas três cidades: Valence, Avignon e Grasse.

E mesmo assim estamos a falar de mais de 1000 km de estradas perfumadas e coloridas que atravessam campos de lavanda a perder de vista.

Portanto, se não tiverem muito tempo em Provença, o truque é escolherem ficar numa zona mais pequena para poderem explorar sem pressas.

Quando florescem os campos de lavanda de Provença?

Esta é sem dúvida a pergunta mais recorrente quando falamos de campos de lavanda da Provença!

Como qualquer fenómeno natural, a floração da lavanda depende diretamente das condições climáticas.

As temperaturas do ar, os ciclos de chuva e a seca são elementos importantes que podem influenciar o período de floração.

Geralmente, a lavanda começa a florescer em meados de junho e a floração pode durar até ao final de julho, dependendo da localização do campo.

Na verdade, nem todos os campos de lavanda da Provença começam a florescer ao mesmo tempo. A diferença está sobretudo ligada à altitude a que o terreno se encontra.

Existem três períodos/zonas de floração principais, distribuídas aproximadamente desta forma:

Zona 1 – floração a partir de meados de Junho, colheita a partir do início de Julho:

Esta é a zona de menor altitude, onde florescem as primeiras plantas.

  • Autour de Manosque,
  • Apt, région Roussillon et Gordes
  • Região de Nyons, Valréas et Grignan
  • La Bégude de Manzec
  • Crest, Chabeuil et Saillans près de Valence

Zona 2 – floração a partir de finais de Junho, colheita a partir de meados de Julho:

Esta área inclui alguns dos campos mais famosos. Note que por vezes Valensole é considerado na zona #1 Pela nossa experiência e dependendo da data do Festival de Lavanda Valensole, faz mais sentido colocá-lo nesta zona de floração.

  • Plateau de Valensole
  • Moustiers-Sainte-Marie
  • Gourdon près de Grasse
  • Sai Région de Jurs et Barrême
  • Forcalquier
  • Réegião de Château-Arnoux, Peyruis et Sisteron
  • Montmaur-en-Diois

Zona 3 – floração a partir do início de Julho (colheita a partir do final de Julho):

  • Sault et Banon
  • região Argens
  • Thoard
  • Sector de Saint-Auban-sur-Ouvéze
  • Região de Saint Nazaire le Désert

Qual é a melhor altura para visitar os campos de lavanda em Provença?

Baseando-me na nossa experiência, a primeira semana de julho é a altura perfeita para visitar os campos de lavanda da Provença com crianças.

Nesta semana é provável que consigam ter uma experiência completa: campos de lavanda lindos em plena floração na zona 2, o processo de colheita e destilação e festivais de lavanda na zona 1 e admirar as primeiras flores do ano na zona 3.

Para nós, é a combinação perfeita! Permite uma viagem em família muito equilibrada com visitas ao ar livre e atividades educativas com menos pessoas.

♠ Dica:
  • verifiquem sempre a data do Festival da Lavanda e venham cerca de 15 dias antes. Podem consultar o calendário dos Festivais de Lavanda na Provença para planearem melhor planear a vossa viagem.
  • se tiverem oportunidade, optem por visitar Provença antes das férias escolares em França, que geralmente começam por volta do dia 8 de julho. Depois dessa data há sempre mais gente, porque as famílias francesas também vão afluir para o sul de França, especialmente para a Côte d’Azur, não muito longe.

Os mais belos campos de lavanda (por zona de floração):

1. Abadia de Notre-Dame de Sénanque (Gordes, Vaucluse)

Este é um dos nossos locais favoritos na Provença para aproveitar a época da lavanda.

O ambiente calmo, a paisagem com o mosteiro e a lavanda meticulosamente plantada, e tantas, mas tantas borboletas a voar à nossa volta… é tudo perfeito.

Vão encontrar vários campos de lavanda à volta da Abadia. Nem todos eles são acessíveis ao público. Não se esqueçam de respeitar as indicações e restrições.

Aproveitem para visitar a Abadia e conhecerem um pouco mais sobre os produtos produzidos localmente.

Spot fotográfico:

GPS: 43°55’40,5″N 5°11’12,4″E

♠ Dica:
  • Notre Dame de Sénanque está localizada num vale, com uma colina a oeste. Isto significa que depois das 19h30, a luz não é especialmente adequada para se admirar as cores da lavanda. Este não é um bom sítio para o pôr-do-sol e os campos de lavanda perdem algum do seu encanto.
  • Recomendamos a visita ao nascer do sol ou à tarde, por volta das 16h30 – 17h00, depois de um bom almoço e um gelado ali perto, na aldeia de Gordes.

2. Pumoisson

É uma das localizações mais concorridas para fotos graças à cabana de pedra no meio do campo de lavanda com as montanhas ao fundo.

Vão encontrar sempre muita gente aqui. E é também possível que o campo principal esteja fechado ao público. Na verdade, com o aumento do número de turistas, alguns produtores são obrigados a proteger os seus campos. Não fiquem desiludidos e respeitem as restrições de acesso.

As vistas continuam a ser espetaculares e podem sempre ir um pouco mais à frente pela mesma estrada e encontrar outros campos abertos.

Spot fotográfico:

GPS: 43°53’33,1″N 6°07’00,6″E

3. Plateau de Valensole – Lavandes Angelvin

O Plateau de Valensole é extremamente fotogénico com os seus vales perfeitamente cultivados e um ambiente muito agradável e descontraído.

Com as suas enfiadas de lavanda alinhadas na perfeição, e a sua tão famosa árvore em forma de coração, este campo é um dos locais mais visitados do sul de França.

Spot fotográfico:

Lavandes Angelvin, Rota de Manosque (D6).

GPS: 43°49’25,5″N 5°56’17,8″E

♠ Dica:
  • Com a perfeição vem a multidão. O Plateau de Valensole é extremamente famoso e atrai muitos turistas durante a floração da lavanda. Os autocarros turísticos não são incomuns e deixam verdadeiros enxames de pessoas neste campo.
  • Preparem-se para estar rodeado de gente ao pôr-do-sol!

4. Campo Terraroma

Mesmo ao lado de Angelvin vão encontrar o campo de lavanda Terraroma.

Este é um dos famosos campos onde os girassóis e a lavanda crescem lado a lado.

O contraste entre o amarelo e o lilás cria uma paisagem muito bonita e original.

Spot fotográfico:

GPS: 43°49’08,8″N 5°55’57,6″E

5. Campo de Lavanda e Trigo – estrada D8

A Provença é rica em diferentes práticas agrícolas e a lavanda não é certamente o único tipo de campo que vão encontrar, como já perceberam no ponto anterior.

Para além dos girassóis, a lavanda também cresce perto dos campos de trigo. O contraste de cores é bastante interessante.

Este tipo de coabitação de culturas é muito comum, mas os campos mais bonitos situam-se ao longo da estrada D8 entre Gréoux-les-Bains e Valensole e entre Valensole e a Estrada de Digne.

Dependendo da época em que visitarem Provençe, ao fazerem este percurso vão encontrar também campos de salva (flores cor-de-rosa) e Immortelles (flores amarelas). Estas flores são colhidas um pouco mais cedo do que a lavanda.

No cruzamento da Estrada D8 com a Estrada de Digne vão encontrar a localização do ponto 2 desta lista.

Spot fotográfico:

GPS: 43°47’36,4″N 5°55’51,6″E

GPS: 43°53’28,7″N 6°03’59,5″E

6.Nyons

Neste sítio vão encontrar uma casa de pedra à beira de um campo de lavanda.

O campo em si não é muito grande, mas os produtores costumam decorá-lo com abelhas gigantes. É muito giro para os mais pequenos. Os nossos miúdos pedem sempre para pelo menos passarmos por este campo.

Mas a paisagem oferece mesmo uma grande oportunidade para excelentes fotografias.

Spot fotográfico:

GPS: 44°23’14,6″N 5°00’44,1″E

7. Saignon

Este é outro sítio onde vão encontrar uma casa de pedra no meio de campos de lavanda. A diferença aqui é que esta casa continua habitada, muito bem cuidada e cheia de charme.

Outra vantagem deste sítio é que não é muito movimentado e as crianças podem brincar em segurança, longe da estrada.

Se visitarem este sítio, respeitem os proprietários e a sua privacidade e os campos de lavanda. Admirem a vista e dos arredores, mas não fiquem muito tempo.

Spot fotográfico:

GPS: 43°51’59,4″N 5°26’00,6″E

8. Pleine de Croix

Este campo já albergou uma loja de lavanda muito bonita, mas que fechou já há alguns anos. Infelizmente, com toda a gente a preferir ir direito a Valensole e outros pontos mais turísticos, esta área tem caído um bocadinho no esquecimento.

É pena porque este sítio é perfeito para um bom piquenique e belas fotos.

Spot fotográfico:

GPS: 43°56’01,7″N 6°03’22,1″E

9. Campo ondulado em Le Castellet

Este campo é bastante pequeno e, estando localizado numa estrada secundária, é bastante desconhecido do público em geral.

Encontrámos este campo por acaso, mas foi uma boa surpresa. As crianças puderam brincar em segurança e encontrámos muitas borboletas e caracóis que alimentaram a curiosidade dos miúdos durante bastante tempo.

Spot fotográfico:

GPS: 43°56’30,3″N 5°59’24,1″E

10. Sault – La Loge aux Lavandes

Visitámos este campo de lavanda no início de agosto. Nessa altura, era o único campo que ainda não tinha sido colhido. Os proprietários guardaram-no para o Festival da Lavanda e para os poucos turistas que ainda visitavam a loja adjacente.

Deste campo têm uma vista bonita sobre a aldeia e ao visitarem a loja e o celeiro têm a oportunidade de aprender mais um bocadinho sobre a lavanda e para que pode ser usada.

Spot fotográfico:

GPS: 44°05’28,3″N 5°24’00,4″E

E se não puderem visitar na melhor altura?

Se não puderem visitar na altura ideal, aconselho a irem na mesma. Provença é uma região de França muito bonita e tem muito para ver e fazer para além dos campos de lavanda.

Além disso, a altura mesmo ideal para visitar pode variar de ano para ano. Nunca se sabe.

Se chegarem um pouco mais cedo, antes da floração completa, vão encontrar cores menos vibrantes. Nos campos, as flores roxas da lavanda ainda se misturam com os tons verdes da sua planta.

Se chegarem no final de julho, vão diretamente a Sault. É aqui que vão ter mais hipóteses de ainda encontrarem campos de lavanda em flor.

Estas fotos foram tiradas em Sault em meados de agosto. Como podem ver, os campos não estão no seu melhor estado, mas ainda assim vão encontrar cores bonitas e um ambiente muito agradável.

Visitar campos de lavanda com crianças de forma sustentável

Estes campos de lavanda perfeitamente alinhados que dão fotos incríveis são o resultado de vários meses de trabalho árduo e intenso. Isto é verdade para todos e cada um dos campos de lavanda que vão visitar.

Estas flores não só são colhidas para produzir óleos essenciais utilizados em medicamentos, perfumes e outros produtos. Mas também desempenham um papel importante para as abelhas, borboletas e muitos outros animais.

Na verdade, a lavanda é cultivada há muito tempo, muito antes de nós, viajantes, termos a curiosidade de admirar a sua beleza. O seu cultivo é um meio de sobrevivência e vai continuar a ser feito mesmo que os turistas não se desloquem para admirar os campos.

Por isso, por favor, vamos todos respeitar os campos que visitamos e os seus produtores. Isto é na verdade uma ótima oportunidade para mostrarmos aos nossos filhos a importância de respeitar os sítios que visitamos e protegermos o ambiente.

Aqui estão alguns pontos a considerar ao visitarmos campos de lavanda

1.     Cuidado ao andar no meio dos campos

Tenham cuidado para não esmagar as flores. Embora estejam geralmente perfeitamente alinhadas em fileiras bem definidas, por vezes crescem de uma forma mais “despenteada”. Façam o possível para não pisar as flores.

Quando andarem no meio dos campos respeitem as filas de lavanda e não tentem saltar ou cruzar as flores. Escolham um seu caminho e sigam-no até à extremidade do campo.

Depois de esmagadas, as flores não produzem óleo suficiente. Também não podem ser vendidas em ramos. Todo o trabalho árduo será em vão.

2. Não apanhem flores

Nunca apanhem flores. Existem muitos sítios onde vendem ramos de lavanda por um preço muito razoável.

Geralmente, cada ramo custa cerca de 3€. Uma forma barata de respeitar e ajudar quem nos permite visitar os seus campos.

Estes ramos são também um acessório bonito para as vossas fotos.

3.Respeitem as barreiras

Em resposta ao turismo excessivo e ao pouco respeito que as pessoas por vezes têm ao visitarem os campos, muitos produtores começaram a fechar os campos de lavanda.

A maior parte das vezes isto é feito de forma muito simples e é perfeitamente possível entrar nos campos. Não o façam! Estes produtores merecem o nosso respeito.

Mais uma vez isto é uma grande lição de cidadania e respeito que devemos passar às nossas crianças. Até porque se todos transgredirmos os proprietários serão obrigados a utilizar barreiras mais eficazes e vamos todos deixar de poder viver esta experiência e outras semelhantes.

Existem muitos campos abertos. Não é preciso desrespeitar as restrições.

4.Protejam as abelhas

Vão encontrar abelhas por toda a parte ao visitar os campos de lavanda.

Não se preocupem, elas estão sempre muito distraídas com as flores e nem se apercebem da nossa presença.

Respeitem-nas. Nós somos os intrusos. Não as abelhas.

As abelhas são atores importantes para o meio ambiente, para a polinização e até mesmo para a economia local.

Não as assustem ou tentem afugentar. Optem por visitar e passear pelos campos ao nascer do sol, antes delas chegarem, e depois do pôr do sol, quando elas se vão embora.

Se forem fazer um piquenique, ofereçam-lhes água. Talvez nunca tenham pensado nisto antes, mas podem fazer uma grande diferença no bem-estar das abelhas.

5. Cuidado ao voar com o drône

Mesmo que não seja oficialmente proibido sobrevoar os campos de lavanda em Provença com drones, é importante ter cuidado.

Em primeiro lugar, vão encontrar sítios cheios de gente. É bom senso e uma regra fundamental, mas evitem ao máximo sobrevoar outras pessoas.

Outro ponto importante quando se pilota um drone sobre campos de lavanda são as abelhas.

É verdade, como já disse antes, elas estão por todo o lado e os drones são mortais para as abelhas. Então, como é que podemos evitar as abelhas?

Voem relativamente alto, bem acima do seu espaço e evitem voar quando o sol se põe. Nessa altura, as abelhas deixam os campos para passarem a noite na colmeia e deslocam-se em enxame. Por isso mesmo quando as atingimos, atingimo-las com força.

Voem alto quando as abelhas estiverem a sair dos campos. Assim que o sol atingir o horizonte, as abelhas desaparecem e conseguem-se vídeos espetaculares.

Dicas para as melhores fotos nos campos de lavanda

Ao visitarem os campos de lavanda, vão querer guardar esses momentos para sempre. Especialmente se estiverem a viajar com a vossa família.

Mesmo que não sejam fotógrafos profissionais, os campos de lavanda da Provença oferecem inúmeras oportunidades para tirar fotografias lindas.

Deixo aqui algumas dicas preciosas para tirarem as melhores fotografias de família.

1. A melhor altura para tirar fotografias

Vão encontrar a luz mais bonita ao nascer e ao pôr do sol.

Durante estes períodos, poderão captar todos os diferentes tons e variações de cor que a lavanda pode ter, desde o rosa avermelhado ao azul vibrante.

Dito isto, não esperem estar completamente sozinhos ao nascer do sol, especialmente nos sítios mais famosos.

A lavanda floresce por pouco tempo, por isso todos os fotógrafos profissionais acordam muito cedo e reúnem-se nos melhores locais para fotografar.

De qualquer forma, logo ao nascer do sol vão evitar o calor que pode ser bastante intenso durante o dia na Provença nesta altura do ano. Portanto, se quiserem tentar ir logo de manhã existem muitos benefícios em acordar cedo!

Mas se quiserem ver as famosas enfiadas de lavanda bem roxa, têm de visar no fim da manhã mais perto do meio-dia. Não será tão fácil fotografar como o nascer ou o pôr do sol, mas é uma opção e uma atmosfera diferente.

2. Fotos de família

Se quiserem tirar de família todos juntos, o tripé vai ser o vosso melhor amigo.

Estando ao ar livre têm muito espaço, por isso aconselho um tripé alto que possa por a câmara ou o telefone pelo menos à altura dos vossos olhos. Isto permite-vos apanharem a vossa família e os campos de lavanda atrás de vocês. Dá um resultado muito bonito.

Nunca é demais relembrar que alguns sítios vão estar cheios de gente. Dêem prioridade às memórias da vossa família em vez de procurarem repetir as fotos e enquadramentos mais famosos. Estou por exemplo a pensar na árvore em forma de coração de Valensole. Evitar querer fazer aquela foto que toda a gente faz e focarem-se na vossa família e nas vossas memórias vai facilitar muito o processo. No fim vai dat resultados muito melhores. Basta irem mais longe e escolherem uma fila de lavanda menos central e vão tem um belo fundo completamente vazio de pessoas.

Não tentem controlar demasiado e fazer poses. Brinquem com os vossos filhos e aproveitem o momento. Esta forma de encarar as coisas resulta sempre em fotos mais bonitas e genuínas.

Se só tiverem um tripé pequeno, não faz mal. Experimentem sentarem-se entre duas filas de lavanda. Vão ver que esta também é uma ótima solução para ficarem com umas fotos de família lindas.

Outra opção é reservarem uma sessão fotográfica com um profissional. Gosto muito do trabalho do Flytographer porque captam muito bem os sítios e o espírito geral de cada viagem.

3. Fotografar crianças

A melhor estratégia é deixarem os vossos filhos brincarem e optarem por fotos espontâneas em vez de fotos encenadas e com poses.

Se tiverem bebés ou crianças pequenas, peguem-nos ao colo. Brinquem sentados no chão, mais ao nivel deles.

Para crianças um bocadinho maiores incentivem-nas a explorar, a procurar borboletas ou joaninhas ou admirar e cheirar as flores de lavanda. Também podem fazer uma corrida, cada criança numa fila de lavandas diferente.

E podem dar-lhes muitos acessórios giros para brincar: moinhos de vento e bolhas de sabão funcionam sempre muito bem. Geralmente encontram facilmente isto tudo nas lojas locais da aldeia mais próxima ou num supermercado maior que cruzem pelo caminho.

4. O que vestir

A lavanda tem uma cor muito forte e vibrante. Portanto, algumas cores combinam melhor com os seus tons do que outras.

Se procuram contraste, escolham branco e amarelo. Isto permite-vos de serem bem visíveis no meio de um grande campo de lavanda, por exemplo.

Se preferirem um resultado mais subtil, escolham rosa-claro, roxo suave ou bege champanhe ou até azul.

Os padrões florais também funcionam muito bem.

E não se esqueçam de alguns acessórios como um ramo de lavanda, um chapéu de palha, um bonito guarda-sol de renda, uma mala ou cestos de verga.

Como organizar o dia de forma eficaz ao visitar os campos de lavanda com as crianças?

O verão na Provença pode ser bastante quente. E as distâncias entre os pontos de interesse são bastante grandes.

É essencial organizar bem os dias, de forma eficaz, para conseguirmos aproveitar ao máximo esta viagem em família. Ficam aqui  algumas sugestões baseadas na nossa experiência:

Manhã

A não ser que estejam a viajar de van ou que estejam hospedados numa aldeia perto dos campos de lavanda, pessoalmente acho um bocadinho difícil fazerem visitas com crianças ao nascer do sol. Especialmente porque o esforço tem uma recompensa relativa uma vez que de qualquer maneira não vão ter os campos só para vocês.

Não me interpretem mal. Se tiverem o hábito de acordar cedo, o nascer do sol é uma ótima experiência na Provença, mas pode ser difícil de fazer isso todos os dias, por isso não fiquem desiludidos se não começarem a visita logo de manhãzinha. No entanto, uma caminhada matinal logo depois do pequeno-almoço é algo que devem fazer em família.

Mas se estiverem alojados um pouco mais longe dos campos de lavanda, sugiro que aproveitem a manhã para descontraírem da piscina do hotel ou visitarem um mercado local para preparar o piquenique.

Meio-dia

Gostamos de fazer piqueniques perto dos campos à sombra de uma grande árvore ou descontrair num restaurante local numa das belas aldeias provençais. Sem pressas. E não se esqueçam de saborear um bom gelado antes de se fazerem à estrada.

Tarde

A tarde é o momento perfeito para aprenderem mais sobre a lavanda. Visitar uma destilaria, um museu ou algumas das lojas locais é a forma perfeita de evitar o calor e de descobrirem mais sobre a lavanda e os seus produtores.

Se os vossos pequeninos ainda precisam de dormir a sesta, guardem algum tempo para conduzirem ao longo dos campos de lavanda enquanto os miúdos dormem no carro. É uma forma muito eficaz de os deixar descansar e ao mesmo tempo descobrir novos sítios e pontos de vista surpreendentes.

Geralmente alguns restaurantes e lojas fecham à tarde. Isto faz com que as aldeias fiquem mais desertas e tranquilas. Se quiserem passear, a tarde oferece uma excelente oportunidade para visitar lugares bonitos sem multidões.

Mais uma vez, se ficarem perto dos campos de lavanda, a tarde também é uma boa altura para aproveitar a piscina.

Ao início da noite

Como o sol se põe bastante tarde e os restaurantes por vezes fecham bastante cedo, geralmente jantamos numa das aldeias antes de nos dirigirmos aos campos de lavanda para o pôr do sol. É uma solução muito eficaz para depois podermos aproveitar o or do sol nos campos de uma forma mais descontraída.

Outra possibilidade é fazerem um piquenique noturno já no vosso campo de lavanda preferido. O único ponto negativo é que toda a gente se reúne nos campos para o pôr do sol, por isso não vão estar sozinhos a saborear tranquilamente a vossa refeição.

Noite

Nesta altura do ano à noite as aldeias ganham vida.

Vão encontrar facilmente música e feiras com parques de diversões com pessoas a dançar e crianças a brincar até tarde. O ambiente tradicional do verão no sul da Europa.

Sugiro que participem e vivam estes momentos de alegria e felicidade tão típicos das nossas noites de verão.

Como chegar à Provença?

1. De avião

Se chegarem do estrangeiro, é muito provável que cheguem a França de avião.

Os aeroportos internacionais mais próximos dos campos de lavanda são Nice e Marselha.

Pessoalmente, aconselho voarem para Nice porque o aeroporto é muito mais agradável e bem organizado. Além disso, o aeroporto de Nice está estrategicamente localizado para depois visitarem a Riviera Francesa e o Mónaco, se tiverem tempo.

2. De comboio

 A Provença é acessível de comboio a partir de:

  • Paris: para Aix-en-Provence, Avignon, Nice ou Marselha
  • Genebra: para Marselha
  • Bruxelas: em direção a Avignon
  • Barcelona: para Marselha

3. De carro

Se já estiverem em França, a forma mais fácil de chegar a Provença é pegarem num carro e rumarem a sul.

Ir de carro dá muito mais flexibilidade em termos de datas e é muito mais barato, especialmente se tiverem uma família numerosa como a nossa.

Isto também é verdade se estiverem na Suíça, no norte de Itália ou no norte de Espanha.

Como se deslocar em Provença?

Como já referi mais acima, um carro ou uma van vão ser os vossos melhores amigos nesta viagem. Sobretudo com crianças pequenas.

As “rotas da lavanda” percorrem mais de 1000 km. Mesmo que não façam tudo, é preciso ter em conta que os campos são, por vezes, mesmo muito grandes. Existem, portanto, grandes distâncias entre pontos de interesse ou mesmo para passar de um campo para outro.

Infelizmente, e ao contrário do que podemos ler em alguns artigos de blogue, os transportes públicos não constituem uma alternativa realista, uma vez que geralmente só servem as aldeias e circulam nas estradas principais entre elas. Não é possível chegar aos campos de lavanda em transportes públicos.

É preciso liberdade e flexibilidade para aproveitar bem a visita a esta região e ao mesmo tempo responde às necessidades da vossa família.

Pela nossa experiência, a melhor solução é alugar um carro ou trazer o vosso, se puderem. Ou optarem por fazer a viagem numa van. As crianças vão adorar, isso é garantido!

Onde ficar?

Embora existam muitas aldeias bonitas perto dos campos de lavanda, muitas delas são muito pequenas, com oferta de hotéis muito limitada e os preços podem por isso ser mais elevados.

Se estão dispostos a dar prioridade à localização, recomendo que fiquem alojado em Moustier-Sainte-Marie, Valensole, Forcalquier ou Gordes.

A segunda melhor opção é ficarem alojados numa das cidades próximas: Avignon e Aix-en-Provence são boas escolhas.

No caso de uma reserva de última hora, uma estadia em Marselha ou Nice, onde vão encontrar mais opções de hotéis, continua a ser viável em termos de distâncias.

À procura de experiências inesquecíveis?

Existem várias experiências incríveis que podem ter ao visitar campos de lavanda, umas mais caras do que outras.

1. Voo de balão de ar quente

Podem ver os campos de lavanda de cima com os vossos próprios olhos. Voar num balão de ar quente é uma das experiências mais surpreendentes em torno da lavanda que se pode ter em Provença.

Esta atividade realiza-se sempre ao nascer do sol e toda a experiência dura de 3 a 4 horas incluindo pequeno-almoço com produtos locais, briefing e preparação do balão e 45min a 1h30 de voo (dependendo das companhias).

O único ponto negativo para as famílias (para além do preço, claro) é que não são admitidas crianças com menos de 6 anos.

Mas é sem dúvida uma experiência inesquecível. Podem encontrar mais informações aqui :

Se só quiserem ver os balões de ar quente, dirijam-se a Riez ou Puimoisson antes do nascer do sol. Estes dois sítios são os melhores para apanharem os balões no ar por cima dos campos de lavanda. Mas lembrem-se que os balões não voam todos os dias. Varia muito consoante o vento, as condições climáticas e a procura. É mais provável que vejam balões aos fins de semana, pois a procura é maior.

2. Passeio pelas Rotas da Lavanda de bicicleta

Pedalar pelos campos de lavanda é outra experiência incrível.

O ritmo mais lento e a flexibilidade para parar onde e quando quiserem vão permitir apreciar a Provença de uma forma completamente diferente.

Podem optar por alugar bicicletas e explorar os arredores.

Ou fazer uma visita guiada aos campos de lavanda mais emblemáticos.

3. Piquenique num campo de lavanda

Mesmo que andar de bicicleta não seja para vocês, fazer um piquenique nos campos de lavanda é sempre uma boa ideia.

Podem ir ao mercado local de manhã, onde vão encontrar muitos produtos frescos incríveis e ir paraa um campo de lavanda nas proximidades.

Existem muitos campos com arvores onde podem facilmente encontrar sombra e um local agradável para fazer um piquenique.

Tentem afastarem-se da estrada para que as crianças possam brincar livremente enquanto apreciam o canto dos passarinhos.

Também podem fazer uma visita guiada com piquenique incluído. Neste caso o vosso guia organiza tudo, seleciona os melhores produtos locais e leva-vos aos melhores locais para piqueniques.

Em qualquer uma destas situações, certifiquem-se de que deixam o sítio tal como o encontraram.

Mapa gratuito com os campos de lavanda mais bonitos de Provença

Deixo-vos aqui em baixo o mapa com as localizações dos melhores campos de lavanda de Provença.

Ou podem aceder ao nosso Google Maps gratuito.

Lembrem-se que os campos podem mudar, ser cultivados de forma diferente, por exemplo, ou simplesmente não serem cultivados de todo. A indicação destes locais baseia-se na nossa experiência e sítios que temos encontrado e visitado nos últimos anos. Não podemos garantir que encontrem exatamente a mesma coisa.

Prontos para explorar os campos de lavanda da Provença com os vossos filhos?

Espero que este guia vos tenha inspirado a visitar os campos de lavanda da Provença com os vossos filhos. Desde as cores vibrantes aos aromas deliciosos, é uma experiência mágica para toda a família. Não tenho dúvidas disso.

Não se esqueçam de trazer a vossa máquina fotográfica, de saborear um gelado de lavanda e criarem memórias maravilhosas em família.

A Provença está à vossa espera, por isso façam as malas e preparem-se para uma aventura inesquecível numa das regiões mais bonitas de França!

Se tiverem alguma dúvida, deixem-me um comentário neste artigo e eu respondo.

Também me podem escrever no Instagram!

Boas Viagens em Família!

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close
Ultimo Artigo
Close

THE WANDERERS TRIBE

por Le Voyage de Zoé. Uma familia de 5 a explorar o mundo !

Le Voyage de Zoe
© Copyright 2024. All rights reserved.
Close