Jacarandás em Flor – Quando Lisboa se veste de violeta.

Quando os dias ficam mais quentes e a Europa caminha a passos largos rumo ao verão, algo lindo acontece em Lisboa: os Jacarandás dão flor.

Entre o final de Maio e o início de Junho Lisboa ganha cores exuberantes. Essa é uma das muitas razões pelas quais Lisboa é um dos nossos destinos de verão preferidos.

Os muitos Jacarandás de Lisboa florescem e vêm dar um toque de alegria à cidade com suas flores violeta, delicadas e efémeras.

Venham descobrir mais sobre este espetáculo natural surpreendente que certamente muda a forma como vivemos esta cidade durante o início do verão.

Gaivota a voar sobre a Praça do Rossio com jacarandás em flor em Lisboa

Um pouco de História

Quando falo dos jacarandás aos nossos amigos estrangeiros, muitos mostram curiosidade e perguntam sempre porque é que nunca viram estas árvores noutras cidades europeias.

A resposta é simples! Além das condições climáticas, o principal motivo é que os jacarandás não são originários da Europa.

Esta árvore, bonita e elegante, que anuncia a chegada do verão veio até nós apenas no início do século XIX.

Em Portugal encontramos principalmente o Jacarandá Mimosifolia.

Originárias da América do Sul, especialmente da Argentina, Bolívia e Paraguai, as primeiras sementes de Jacarandá plantadas em Lisboa foram trazidas do Brasil.

Chegaram primeiro a Lisboa para integrar o espólio do Jardim Botânico da Ajuda, pela vontade do botânico Felix Avelar Brotero.

Os jacarandás aclimataram-se com tanta facilidade que logo o seu manto violeta cobriu a cidade.

A introdução da planta antecede o retorno da Corte Portuguesa vinda do Brasil. Epoca em que os pigmentos de espectro azul tinham um valor inestimável.

Para a realeza, porém, essa planta, pelo seu exotismo, tinha um valor não comercializável. Era vista como uma forma de demonstrar o poder real. A prova de que a Corte portuguesa era proprietária de terras tropicais e longínquas do outro lado do oceano.

Curiosidades

  • uma das razões pelas quais os Jacarandás se espalharam por Lisboa foi o facto de as pessoas pedirem sementes e Felix Avelar Brotero as distribuir de forma gratuita.
  • Hoje em dia os lisboetas queixam-se que os jacarandás sujam tudo e que estão por todo o lado!
  • O rei D. João VI decidiu que o Jardim Botânico da Ajuda deveria ser de livre acesso a todos, todas as quintas-feiras, na época da floração dos jacarandás, para que essas árvores pudessem ser admiradas.
  • os dois Jacarandás do Jardim Botânico da Ajuda, os primeiros a aclimatarem-se a Lisboa, são os últimos a florescer na cidade. E têm por costume florescerem de forma mais exuberante do que as outras, que outrora brotaram delas.
  • os Jacarandás perdem as folhas todas antes de florescer. É por isso que as flores roxas são tão visíveis e impressionantes.
  • Uma segunda temporada de floração ocorre em setembro, mas desta vez as árvores não deixam cair as folhas.
  • Um jacarandá pode viver até 200 anos. É por isso que as duas primeiras árvores plantadas em Lisboa ainda estão vivas e podem ser vistas no Jardim Botânico da Ajuda.

Quando visitar

Os jacarandás podem começar a florescer por volta de meados de abril se o tempo estiver quente e as flores podem durar até o final de Junho em anos mais frios.

Como qualquer outro fenômeno natural, tudo depende do clima e pode variar muito a cada ano.

Se querem realmente aproveitar esse espetáculo incrível, aconselhamos visitarem Lisboa em meados de Maio.

No entanto no final de Junho, podem assistir à poética “Purple Rain” (como a música de Prince) quando as flores começam a cair.

Onde ir: 10 locais para admirar os jacarandas em flor

Embora se encontrem Jacarandás por toda a cidade de Lisboa, alguns sítios apresentam condições extraordinárias para apreciar plenamente a sua floração. Ajuda muito saber onde ir para otimizar o tempo e tirar o melhor partido desta época. Especialmente se estiverem a viajar com crianças pequenas.

Aqui vão encontrar a lista dos melhores lugares com jacarandás em Lisboa.

Vamos vos dar todos os pormenores e conselhos com base na nossa experiência como Lisboetas de nascença e como visitantes.

Estão prontos?

Pouco tempo para ler agora?

Tudo bem! Guarde este artigo no Pinterest para ler mais tarde!

Guia detalhado dos melhores lugares com incríveis Jacarandás em Lisboa

1. Avenida Dom Carlos I

Esta avenida cheia de História ganha novo brilho quando os Jacarandás florescem.

A Avenida Dom Carlos I liga o Palácio de São Bento à Avenida 24 de Julho, uma das artérias mais movimentadas de Lisboa.

Aqui vão encontrar um número impressionante de jacarandás logo no primeiro trecho da avenida, entre o Palácio de São Bento e o Chafariz da Esperança.

Mãe e filha a passear na Avenida Dom Carlos I, em Lisboa, sob jacarandás em flor purpuras

2. Alameda Edgar Cardoso

Pode não ser uma das ruas mais turísticas de Lisboa, mas na verdade a Alameda Edgar Cardoso contorna o maior parque da cidade: o Parque Eduardo VII.

Estendendo-se desde a Praça do Marquês de Pombal até à Estufa Fria, esta avenida fica completamente violeta quando chegam os dias de sol e calor.

Flores roxas de jacarandás em flor na Alameda Edgar Cardoso em Lisboa Portugal

3. Avenida da Torre de Belém

Descendo do Jardim Ducla Soares até à Torre de Belém, esta avenida oferece uma das mais belas vistas sobre a emblemática torre com o rio Tejo como pano de fundo.

Todos os jacarandás que ladeiam a Avenida da Torre de Belém são alusão perfeita aos Descobrimentos e a todos os barcos que navegaram no Tejo e ligaram Lisboa ao mundo.

Avenida da Torre de Belém com jacarandás em flor em Lisboa Portugal
Mãe e filha a passear na Avenida Torre de Belém Lisboa Portugal sob jacarandás em flor

4. Avenida 5 de Outubro

Situada na zona mais empresarial de Lisboa, esta avenida não é propriamente uma atração turística.

No entanto, no meio de alguns edifícios modernos e sem grande interesse arquitetónico, encontramos alguns belos exemplos de uma arquitetura mais clássica. Estes ganham uma nova vida quando emoldurados pelas flores violetas dos inúmeros jacarandás plantados ao longo desta avenida.

E não muito longo situa-se o Complexo do Campo Pequeno e um dos nossos museus e jardins favoritos em Lisboa: a Fundação Calouste Gulbenkan.

5. Avenida 24 de Julho

Considerada uma das zonas mais trendy da cidade, a Avenida 24 de Julho vai do Cais do Sodré até ao Museu do Oriente no início das Docas de Santo Amaro.

Esta avenida de 4,5 km irá levá-lo ao que parece uma lista interminável de pontos de visita obrigatória em Lisboa. Desde museus como o Museu Nacional de Arte Antiga. Passando por concentrações de bares e restaurantes como no Largo de Santos. Até ao icónico Mercado da Ribeira onde está localizado o Time Out Market Lisbon.

6. Rua Dom João V (perto do Largo do Rato)

Esta rua pode não apresentar uma das mais impressionantes concentrações destas árvores tropicais, mas aqui as flores violeta dos jacarandás destacam-se contra uma parede vermelha que as torna ainda mais vibrantes.

E já que aqui estão não podem deixar de fazer uma visita à Mãe de Água das Amoreiras!

Jacarandás em flor na Avenida D. João V, Largo do Rato, em Lisboa Portugal

7. Praça D. Pedro IV (Largo do Rossio)

O Rossio é o ponto de encontro perfeito na Baixa Pombalina. E assim tem sido por muitos séculos.

Datam do século XVIII alguns dos cafés e lojas desta praça emblemática. E o cado do Café Nicola, onde o poeta Manuel Maria Barbosa du Bocage se reunia com os amigos. Ou a Ginjinha, onde se pode provar este licor típico de lisboeta.

Aproveite para descontrair e apreciar o ambiente, a arquitetura, e a bela calçada portuguesa.

Aqui encontrará mais de 40 jacarandás que ladeam a Praça e emolduram os edifícios mais emblemáticos.

8. Largo do Correio Mor

Pequena mas cheia de História esta praça tem mais para contar do que o que podemos imaginar à primeira vista.

Além de ser um dos nossos locais preferidos para apreciar os jacarandás em flor, o Largo do Correio Mor oferece uma viagem no tempo através de testemunhos dos séculos XVIII, XIX e XXI.

Aqui encontramos o Palácio Conde de Penafiel, um belo exemplo da Arquitetura Pombalina, o Chafariz das Mouras e os Cavaleiros do Correio-Mor, mural do conhecido artista de street art Nuno Saraiva.

9. Largo do Carmo

Sem dúvida uma das joias escondidas de Lisboa, esta pequena praça tranquila é imperdível quando a primavera começa a transformar-se em promessas de verão.

Eseperem que os turistas correram para o elevador de Santa Justa e o Convento do Carmo. Descontraiam e aproveitem a calmaria que invade o espaço para apreciar o canto dos pássaros sob a sombra dos jacarandás.

Leiam um livro na esplanada do típico quiosque lisboeta, com um bom café ou sumo de laranja por companhia. Deixem os miúdos correrem livres atrás dos pombos. Garanto que não vão ficar desiludidos.

10. Campo Pequeno

Desenhado em estilo revivalista neoárabe, este edifício, originalmente construído como praça de touros, é hoje um complexo multiusos. Aqui se encontram um centro comercial, um museu e um pavilhão coberto para feiras e eventos culturais.

No jardim público que rodeia o edifício principal vislumbram-se algumas flores violetas quando chega o verão, vibrando contra as copas verdes das outras árvores numa manifestação mais subtil da beleza dos Jacarandás.

Dicas para as melhores fotos de Jacarandás em Flor

A melhor altura para fotografar.

Os Jacarandás em flor são lindos, mas este espetáculo oferecido pela natureza ainda não é tão conhecido como outros do mesmo género (estou a pensar na Sakura em Paris ou no Japão, por exemplo). Por essa mesma razão ainda não atrai as mesmas multidões.

No entanto, em Lisboa os locais onde os jacarandás são mais espetaculares são praças públicas e ruas movimentadas, com muita passagem de pessoas e transito automóvel.

De manhã temos sem dúvida as melhores condições de luz, mas também temos a passagem de toda a gente a caminho do trabalho.

Começar a fotografar por volta das 10h pode até ser uma boa ideia. Isto é especialmente verdade na Avenida Dom Carlos I ou na Avenida 5 de Outubro.

Para os pontos mais turísticos como o Largo do Carmo e a Praça D. Pedro IV, recomendamos o início da manhã ao fim de semana. Com as noites animadas que Lisboa tem para oferecer, pouca gente acorda cedo sábado e domingo!

Se chegarem à tarde, não fiquem logo desiludidos. Pessoalmente, acho que os tons de violeta das flores são mais vibrantes quando o sol está mais alto.

Com muita paciência e originalidade tudo é possível.

Família caminhando até a Praça do Rossio com jacarandás em flor em Lisboa Portugal

Crianças e fotos de família.

Se estão a viajar com crianças, logo de manhã a seguir ao pequeno-almoço é geralmente a melhor altura para tirar fotos incríveis.

Bem descansados e depois da primeira refeição do dia, os miúdos costumam colaborar muito mais nesta altura.

Conversem com eles sobre as flores e peçam-lhes para as mostrem ou apontarem para a preferida deles. Estas coisas simples dão sempre fotografias muito giras.

Também pode simplesmente deixar as crianças brincarem e se divertirem livremente.

O que vestir?

Pense nas cores.

Ao fotografar jacarandás em flor, vão estar rodeados por muitas flores violeta.

Escolham peças de roupa laranjas, amarelas, azuis ou brancas para se destacarem e trabalhar com o contraste.

Escolham diferentes tons de rosa para um visual mais suave e sonhador.

Equipamento

Se possível, usem uma máquina fotográfica em vez do smartphone.

Apesar de usarmos muito os nossos telefones para fotografar, por experiência conseguimos melhores resultados com a máquina ao fotografar árvores em flor.

Aconselhamos claro a experimentarem as duas possibilidades e ver o que funciona melhor para vocês.

Aspetos técnicos

Mantenham o ISO o mais baixo possível para fotos com mais pormenor.

Lisboa pode ser um pouco ventosa. Especialmente perto do rio. Os ramos vão sempre ter movimento ou tremer um bocadinho. Portanto, manter a velocidade o mais alta possível é a melhor solução.

Se quiserem um efeito de fundo “desfocado”, usem o menor número de abertura possível.

Abelha a voar em torno de flores purpuras de jacarandás. Primavera em Lisboa, Portugal

Outra forma de aproveitar esta época

Façam um passeio de barco no Tejo!

A vista mais impressionante sobre a “Lisboa Violeta” pode ser obtida a partir do rio.

Ao longo dos anos, os Jacarandás espalharam-se abundantemente por Lisboa. Estas árvores tropicais encontraram casa em quintais, jardins, praças públicas, ruas e avenidas.

Dizem que se pode facilmente percorrer toda a cidade a pular de jacarandá em jacarandá, desde a Baixa às colinas de Lisboa.

Mas para ter uma visão global e realmente percebermos a extensão deste manto violeta é preciso nos afastarmos e olhar para a cidade das sete colinas de uma outra perspetiva.

Saltem para um barco e deixem-se surpreender!

Jacarandás pelo mundo

Originários da América do Sul, hoje em dia os Jacarandás dão cor a varias cidades emblemáticas um pouco por todo o mundo.

Da Cidade do México, onde florescem em março, à Península Ibérica, Sul da Europa e África, passando pelo Nepal e Índia, os Jacarandás encontraram o seu lugar um pouco por todo o lado.

Mas há sítios, como Lisboa, onde os Jacarandás são realmente um espetáculo!

Aqui ficam alguns dos lugares onde os jacarandás realmente impressionam:

África do Sul

Sabiam que a capital da África do Sul é conhecida como “Jacaranda City”?

Em outubro Pretoria muda de cores e torna-se violeta.

Como a floração dos jacarandás ocorre ao mesmo tempo que os exames de fim de ano da Universidade, reza a lenda que se uma flor cair na cabeça de um aluno, é sinal que ele vai conseguir passar em todos os exames.

Também podem encontrar Jacarandás na Cidade do Cabo e outras cidades da África do Sul.

Nova Gales do Sul

Na Austrália, os jacarandás anunciam o Natal. A canção natalícia “Christmas Where the Gum Trees Grow” lembra-nos que “quando a flor do jacarandá está aqui, o Natal está próximo”. https://www.lyricsplayground.com/alpha/songs/xmas/christmaswherethegumtreesgrow.html

Califórnia

Embora em São Francisco os jacarandás só cresçam em alguns microclimas específicos da cidade, em Los Angeles, por exemplo, eles espalham as suas cores por toda a cidade.

Florescem quase ao mesmo tempo que em Lisboa e são um espetáculo bucólico em contraste com a modernidade de LA.

Conclusão

Os Jacarandás em flor em Lisboa são mesmo um espetáculo para ser admirado.

As suas flores violetas são deslumbrantes e transformam a cidade num cenário mágico. É fácil perceber por que razão são uma das árvores mais emblemáticas de Lisboa.

Se alguma vez tiverem oportunidade de visitar Lisboa durante a época da floração dos jacarandás, não percam a oportunidade de presenciar este espetáculo natural.

Esperamos que este guia seja útil e que ponha à vossa disposição todas as informações necessárias para apreciarem a beleza dos Jacarandás em flore em Lisboa.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close
Ultimo Artigo
Close

THE WANDERERS TRIBE

por Le Voyage de Zoé. Uma familia de 5 a explorar o mundo !

Le Voyage de Zoe
© Copyright 2024. All rights reserved.
Close